Seguidores

terça-feira, 1 de novembro de 2011

HOMENAGEM A BELEZA.




Beleza é algo que me comove desde menina. Desde tenra idade me embevecia com o olhar estrábico de minha prima Mirtes que trabalhava como balconista da SLOPER no méier.Olhava praquele rosto trubuforme e dizia:Um dia a superarei afroditicamente porque quando bicha cisma nasce um unicórnio preto no Inferno.
Mirtes era a mais bonita da família e um exemplo pra todas nós. Seu apelido na rua era JABURU DENTUÇO devido a um queixo duplo de bócio que a deixava semelhante a ave pantaneira e aos seus incisivos proeminentes resultado de anos chupando chupeta - nos seus quinze anos ainda usava um LILO verde-transparente que comprou com sua mesada de debutante.
Conseguiu seu emprego porque meu tio obteve umas fotos de um dos gerentes da loja que nem Luzia, perdendo pregas mestras na horta de seu Jacinto Garrafeiro.E a chantagem comeu "di cum força". Seu Jacinto arrastou muita gente pro seu quintal frondoso graças a fama de seu apelido que nada tinha a ver com vendas de garrafa. Eu mesma até hoje tenho arrepios de luxúria lembrando aquela masculinidade morena me invadindo como se eu fora uma piscina de bolas numa casa de festas e ele uma criança sofrega pra se perder no meio de minhas esferas coloridas. Ui...Meu mamilo virou uma fruta do conde só de lembrar.
Mas vim aqui pra deixar uma homenagem a KLEDEMIR DIABA amiga querida e principal referencia da minha iniciação bíchica. Uma pessoa especial que Durante 20 anos morou em Paquetá do lado da casa de mamãe e que com muito carinho e dedicação me ensinou a mágica de uma chuca bem feita e a como pagar boquete sem ficar com bafo.
Kledemir voltou pro Recife pra morar com sua mãe que ficou viuva e ta recebendo uma pensão de vinte salários do seu segundo marido. Sua mãe ja esta bem caduca e Kle quis fazer a boa filha e garantir uma herancinha que lhe garanta uma velhice despreocupada.
Kledemir Diaba era amante de Seu Waldomiro do armazém que tinha 92 anos e achava que ele era uma ex-chacrete loura de quem era muito fã. Graças a esse romance sempre tinhamos linguiça e mortadela na geladeira. Kle sempre nos presenteava com esses miminhos presentes do ARMAZÉM FLOR ROXA de seu Waldomiro e em troca sempre que encontravamos seu Waldomiro elogiavamos a loura bunduda que ele namorava. Sórdida , vã e vil.
Nessa foto KLE estava com a fantasia que lhe rendeu o carinhoso apelido das trevas.Nem era carnaval mas ele quis fazer fotos sensuais pro extinto site avaliemeuediemchamas.com . Eu fui a fotógrafa e até hoje me lembro de dirigi-la: Brinca com o tridente bee...brinca...O tridente foi de tal maneira inserido em suas umidas entranhas que só no UPA conseguiram livra-la da penetração descuidada. Os enfermeiros e médico de plantão se encarregaram de espalhar a história da bicha loura que foi empalada pelo Diabo. Em menos de 24 horas o sobrenome DIABA virou parte integrante da essencia mistica de KLEDEMIR.
Me emocionei...fiquei frêmita, tépida e violácea..
Kle arrasava de calça cigarreti em Paquetá e as terças feiras dava consulta com sua Chiquinha Trululu das Almas Benditas no centro LUZ DIVINA DE PAI JOAQUIM D´ANGOLA.
Sua falta será sentida aqui na ilha e em Copacabana onde ela também dizia seu nome ao vento.
A homenagem segue com uma música que parece ter sido feita especialmente pra voce amiga.
Saudades querida.
Me liga quando comprar seu chip da TIM.
Bjus e tudo aquilo que ou endurece ou umedece em voces meus sobrinhos.


video